2013-07-11

Cavaco foi claro, transparente e simples de entender

Cavaco foi igual a ele mesmo, e como disse que a incerteza tem custos muito elevados, decidiu, resolveu, clarificou... E acabou com a incerteza que pairava no país (que já tinha aceite que este Governo ia ser remodelado mas ia continuar), com uma solução brilhante e inequívoca... Upppps! Não se percebe, por isso, porque, mesmo a nível internacional, as diferentes agências noticiosas têm... diferentes interpretações do discurso de Cavaco

2013-07-10

Discutir mais políticas públicas e menos tácticas políticas...

Não podia estar mais de acordo com o que diz o Ministro Poiares Maduro de que “Temos de discutir mais políticas públicas e menos tácticas políticas” mas .... será que ele está no Governo certo, que tem feito isso?

Tem discutido propostas? Ou apresenta-as e depois as esquece ou as implementa, independentemente dos contributos e opiniões de terceiros (em muitos casos significando isso a inviabilidade da sua implementação)?

E quanto a "menos tácticas políticas"... a última semana não terá sido a melhor deste Governo e dos seus partidos no que toca a esta parte...



2013-07-05

Capital Europeia da Cultura deu retorno de milhões

Diz Carlos Martins: "A cultura traz valor social, mas também traz valor económico. Penso que o país tem andando arredado deste debate. Preocupamo-nos muito com os orçamentos do Estado e poucas vezes com o que é o fundamento da vida das pessoas e das cidades”, diz o director executivo da Guimarães 2012." leia-se em... Capital Europeia da Cultura deu retorno de milhões - Renascença

O verdadeiro problema...

Como defendemos há anos, o problema de fundo, além da questão ética e dos valores, é a de um tecido económico que, por diversas razões, está incapaz de crescer desde a entrada no Euro... Foi isso que não se teve em conta quando se desenhou um programa que só podia... falhar!

Um dos exemplos mais duros: Atividade no setor da Construção vai cair 15% este ano... se pensarmos que já caiu para uma pequena fracção do que era há uma década, compreendemos a "penúria" a que nos referimos. E se a economia é residual, então também o será a colecta. E, logo, nunca capaz de responder aos serviços sociais que país anseia... Logo: ou produzimos mais ou não há saída.

E, para produzir mais, pode e deve ser-se rigoroso. Não pode ser-se "devorado" pelos impostos...

2013-07-03

O total desnorte.. ? (updated)

Portas não parece nada perdido...

O que quer Portas? Atingir marcas entre 15 e 20% com base em que PSD é responsável por austeridade máxima, enquanto CDS tentava moderar e ter sensibilidade social... Isso mesmo ele escreve na sua demissão.

Objectivo: tentar conseguir o que sempre desejou, deixar CDS-PP como um pilar incontornável do espectro direito, com peso quase igual ao PSD, imprescindível para o PS formar governo, de algum modo menos "à direita" que PSD, abrindo assim caminho a tornar-se num dos dois partidos "de centro" e encostando PSD e "re-organizando" o sistema partidário português...

As contas que penso que Portas fez...fazer isto, com um pretexto adequado, enquanto Seguro é líder do PS (e, por isso, PS não consegue ter maioria absoluta que poderia ter com António Costa...) e sobretudo enquanto Passos ainda é líder do PSD (pois se Rio chegasse à liderança o PSD poderia até vencer as eleições e, garantidamente, CDS não conseguiria crescer muito)...

Não creio, pois, que Portas se vá demitir ou CDS vá continuar no Governo...

Portas, mais uma vez, como fez em Setembro (TSU) e depois já em 2013, por altura da "TSU dos reformados" e da 7ª Avaliação, falará hoje DEPOIS e em RESPOSTA ao Primeiro Ministro... que está em Berlim...

Passos vai para Berlim durante a maior crise governativa de que há memória... enquanto Ministra Justiça garante que PSD e CDS se entenderão...

Mais uma prova do total desnorte...  no Governo, e no país, que era e é inacreditável...

Marido de Maria Luís, nova Ministra Finanças, contratado pela EDP, empresa em que já e ainda Ministra teve papel importante recentemente após ficar desempregado... E hoje mesmo, em virtude das notícias vindas a público, demitiu-se de imediato!

Que autoridade terá esta Sra. Ministra junto dos seus funcionários e dos demais colegas de Governo? ... A resposta a esta pergunta ser "pouca ou nenhuma" pode custar-nos, a todos, alguns milhões, ou mesmo milhares de milhões... É esse o problema: isto era uma grande comédia se não fosse uma grande tragédia!

Governo suspende briefings diários à imprensa que iniciara à dois dias... para comunicar melhor e e modo mais claro e transparente... Afinal esclarecer as questões, clarificar tudo o que fosse relevante para o país, ser transparente, não deixar correr os "rumores"... não era o objectivo? Ou será que situação política actual não é relevante?

Gaspar foi insultado e até cuspido....

A crise institucional atinge os fundamentos do regime, com a Presidência sem condições: tentou a todo custo evitar queda do governo, e ainda ontem provocou Seguro, ao dizer que fosse competente para fazer aprovar moção de censura ... Ou seja: se tiver que ir para eleições, dará depois posse a Seguro após todo o confronto? E depois da palhaçada da tomada de posse de ontem? Qual a legitimidade do Presidente? Se houvesse eleições Presidenciais hoje, que votação teria Cavaco?


E, pior... o preço, para o país, pode realmente ser demasiado pesado:

Portugal_enfrenta_segundo_resgate_com_perdao_de_divida_diz_bank_of_america , e o Saxo Bank vai na mesma linha