2012-05-30

Do Eu Solitário ao Nós Solidário: Frei Ventura e Joaquim Franco

Quem é o homem que a TSF escolheu como “figura do ano” em 2010
(nota: carregue no link acima para ouvir a entrevista, como aperitivo...)


Frei Fernando Ventura, franciscano capuchinho, nasceu em 1959. É acima de tudo um pensador. Um homem radical no seu pensamento e na sua frontalidade. Um homem que nos traz de volta a Política, no seu sentido mais nobre. 


Frei Ventura e Joaquim Franco publicaram um livro, resumo das suas conversas televisicas, cujo título já anuncia ao que vêm: Do Eu Solitário ao Nós Solidário.
Trata-se de um livro que nos é "apresentado como uma «conversa intimista e sem preconceitos sobre Deus, o Homem e o Mundo. Divagações e reflexões sobre a actualidade com viagens ao passado para melhor podermos escolher um caminho de futuro».






Joaquim Franco é jornalista da SIC. Frei Ventura é teólogo e biblista, foi professor de Ciências Religiosas no ISCRA em Aveiro. É intérprete na Comissão Teológica Internacional da Santa Sé. Colabora, como tradutor, com diversos organismos internacionais, como a Ordem dos Capuchinhos, a OFS e a Federação Bíblica Mundial. Pertence ao quadro de redactores da revista Bíblica, onde assina artigos de aprofundamento teológico. Autor do primeiro estudo sobre Maria no Islamismo, lançou o livro Roteiro de Leitura da Bíblia


Ministra cursos e retiros, percorre o mundo, de convite em convite ou  de conferência em conferência, como tradutor. É comentador regular de diversas rádios e televisões, de assuntos religiosos mas, sobretudo, de assuntos sociais e políticos.


Por isso mesmo se impõe um debate com Frei Ventura e Joaquim Franco


Pode inscrever-se em Fórum Portucalense ou através do e-mail: geral@forumportucalense.pt (o debate é gratuito mas agradece-se pré-inscrição)

2012-05-29

A esperança é verde...

Economia verde vai gerar até 60 milhões de empregos


Dia 1.Junho, 18h: debate com Frei Fernando Ventura e Joaquim Franco

Frei Fernando Ventura e Joaquim Franco em debate no Fórum Portucalense
Frei Fernando Ventura e o jornalista Joaquim Franco são os convidados do Fórum Portucalense para mais um debate.
Este terá lugar no próximo dia 1 de junho, às 18h, no Palacete Viscondes de Balsemão, situado na Praça Carlos Alberto, no Porto.


A entrada é livre.


No final do debate haverá um jantar, às 20H30, no Hotel Infante de Sagres, sujeito a marcação, pelo valor de €30 para sócios do Fórum Portucalense e €35 para não sócios. As inscrições para este jantar estão abertas, sendo limitadas, pelo que se seguirá a ordem de chegada das inscrições..

As inscrições podem ser feitas através do e-mail geral@forumportucalense.pt, ou formulário para o efeito.

Um país falhado?

Três em cada 10 crianças em Portugal são carenciadas UNICEF

As prioridades têm de começar a ser definidas a partir destes números... chocantes!

2012-05-27

Tempo de reflexão...

Alguns dos maiores pensadores continuam a vir da esfera dasreligiões. Por isso recomendamos o debate com Frei Ventura e Joaquim Franco, às 18h30, no Palacete Viscondes de Balsemão (Pça. Carlos Alberto, Porto), organizado pelo Fórum Portucalense, inscrições aqui.

A religião continua a ser realidade incontornável, em todas as latitudes..

I&DT: a base do nosso desenvolvimento?

A política de ciência, de apoio e enquadramento da investigação e desenvolvimento tecnológico, pode ser uma chave para o nosso crescimento económico mas... não é tratada como prioridade...

2012-05-12

Ventos de mudança?

Quase 150 mulheres foram eleitas na Argélia
A maior força conhecida na natureza pode ser a maior força de mudança nas sociedades. Demonstra-o a história dos dois últimos séculos dos países ocidentais, demonstram-no os estudos do PNUD e de outras agências da ONU sobre a correlação entre direitos humanos, democracia, desenvolvimento e literacia feminina por outro…
Da Argélia, uma notícia com esperança

a Sangria... continua...

Quinhentos milhões do orçamento retificativo para o BPN...

2012-05-10

O futuro da medicina... e da vida?

Há três áreas de evolução da medicina que muuito podem alterar o próprio conceito de vida humana...

- a genética e manipulação pré-nascimento (e eventualmente até pré-conceção)

- a medicina regenerativa (retirada dos repteis.. lembram-se quando se corta um pedaço e eles não só não morrem como reconstroem a parte cortada, em vez de a cicatrizar, como nós, miseráveis mamíferos?)

e... a medicina teleguiada, do medicamento/curativo que se dirige ao local onde deve atuar... Descoberta abre porta à produção de «medicamentos elétricos»

2012-05-09

Lisboa eleita o 11.º melhor destino europeu

Lisboa eleita o 11.º melhor destino europeu: tal como o Porto, também Lisboa ganha nomeações e prémios internacionais. O Turismo deve ser, cada vez mais, o 1º sector da nossa economia. E é por isso que o aumento do IVA na restauração não faz sentido!

E mais ums boa notícia para a cidade…

2012-05-08

ACP em nome da sociedade civil?

Carlos Barbosa: "O governo devia renegociar os contratos e voltar atrás nas portagens ou então reparar as estradas alternativas, para serem viáveis. Devia também baixar drasticamente os impostos na venda de automóveis, não faz sentido termos menos 50% de vendas este ano. A Brisa também está a ver os lucros cair, as gasolineiras estão a vender cada vez menos.... Para um governo que fala tanto em relançar a economia... Há muita PME que depende de uma frota automóvel ou de carrinhas, e como se pode relançar uma economia se as PME estão asfixiadas com os preços dos carros, dos combustíveis e da circulação? Mas como é o caminho mais fácil, aumentam-se impostos, mas o tiro está a sair pela culatra"

Apenas mais um último tango?

O último espectáculo da Argentina - Opinião

Beyond Markets and States

Beyond Markets and States: Polycentric Governance of Complex Economic Systems

Em nome da mãe, do filho e de ... todos nós!

O decréscimo de natalidade é um dos dados mais fundamentais para compreender a evolução das sociedades europeias. Em termos de defesa da nossa continuidade (como sociedades, como modelo e conceito de vida, e até mesmo a nível biológico), é talvez o factor mais crítico.

Em termos de políticas, o que isto implica é a urgência de introduzir medidas claras que favoreçam a maternidade: horários, apoios fiscais, incentivos não económicos, valorização de maternidade e da paternidade - como ações em prol da sociedade tão importantes como "ir trabalhar" -, etc.

O artigo que hoje se lê no público, Mulheres que não querem filhos assumem cada vez mais essa opção, é por isso de leitura obrigatória. Não no sentido de criticar opções individuais, antes no de refletir que tipo de sociedade queremos em relação ao eixo crítico à sua reprodução e manutenção. Iato apesar de estudos indicarem Portugal como o 15º melhor país para se ser mãe... (pontos de vista... que não é o das potenciais mães e pais...)

Conseguir "salto qualitativo"

Conseguir "salto qualitativo na proficiência dos alunos" no uso do português é objetivo "central", diz Passos

2012-05-03

um artigo "must read"...

Um desafio intelectual, sério, a algumas das verdades que muitos portugueses têm como incontestáveis... O resto da Europa é fascista. Nós é que somos bons...

Donos de Portugal: o documentário

Donos de Portugal: um documentário que mostra como um pequeno grupo de famílias, através de casamentos e laços familiares, ligações económicas e políticas e muitos favores do Estado que dominam, consegue acumular em si a riqueza nacional há dois séculos... Obrigatório...





Donos de Portugal é um documentário de Jorge Costa sobre cem anos de poder económico. O filme retrata a proteção do Estado às famílias que dominaram a economia do país, as suas estratégias de conservação de poder e acumulação de riqueza.
Mello, Champalimaud, Espírito Santo – as fortunas cruzam-se pelo casamento e integram-se na finança. Ameaçado pelo fim da ditadura, o seu poder reconstitui-se sob a democracia, a partir das privatizações e da promiscuidade com o poder político. Novos grupos económicos – Amorim, Sonae, Jerónimo Martins - afirmam-se sobre a mesma base.
No momento em que a crise desvenda todos os limites do modelo de desenvolvimento económico português, este filme apresenta os protagonistas e as grandes opções que nos trouxeram até aqui.
Produzido para a RTP 2 no âmbito do Instituto de História Contemporânea, o filme tem montagem de Edgar Feldman e locução de Fernando Alves.
A estreia televisiva teve lugar na RTP2 a 25 de Abril de 2012. Desde esse momento, o documentário está disponível na íntegra emdonosdeportugal.net.
Donos de Portugal é baseado no livro homónimo de Jorge Costa, Cecília Honório, Luís Fazenda, Francisco Louçã e Fernando Rosas, editado em 2011 pela Afrontamento e com mais de 12 mil exemplares vendidos.